quinta-feira, 22 de março de 2012

"Minha vida agora tem um marco, antes e depois BBB 12", diz Monique

A décima eliminada doBig Brother Brasil 12está radiante e mais confiante do que nunca com a nova vida que conquistou depois que atravessou a porta da casa, que passou cerca de 70 dias confinada.
Monique Amin conversou com o Terra e afirmou que ganhou muito com essa experiência, mesmo não levando o prêmio de um milhão e meio de reais pra casa. "No momento em que eu saí por aquela porta, tudo valeu muito a pena", afirmou. A ex-BBB disse que o carinho que tem recebido dos fãs é o melhor que podia ganhar.
Na entrevista, Monique fala sobre os três fatores que ela acredita que influenciaram sua eliminação do programa. "Eu sou Selva", disse a gaúcha, mesmo acreditando que, fazer parte deste grupo, atrapalhou sua permanência na casa. Caso Daniel, cirurgias plásticas e planos de posar nua também fizeram parte do bate papo com Monique. Confira!
Nas redes sociais, há gente dizendo que, com sua saída, o BBB acabou. Como você vê essa aceitação do público? É inesperado para você? Você esperava ficar tanto tempo na casa?
Foi totalmente inesperado. Eu acho que todo mundo viu que eu estava insegura e com medo de sair da casa porque a gente não sabe o que está acontecendo aqui fora. Ficar muito tempo trancada mexe com a sua cabeça e te dá insegurança. Eu achei que não fosse ser tão bem recebida . No momento em que eu saí por aquela porta, tudo valeu a pena. As pessoas gritando o meu nome e me dando força, o carinho que eu recebo no Twitter, no meu site, nas ruas, é muito gratificante. E pra mim, isso tudo é o que mais vale a pena. Ser eu mesma dentro do programa fez com que eu recebesse coisas boas em troca.
Por que você acha que foi eliminada? Foi consequência de ter feito parte da Selva ? A briga entre você e o Jonas, antes da festa de sábado, pode ter ajudado na sua saída?
Eu acho que teve vários fatores. A Selva foi muito mal vista, apesar de todos serem meus amigos e eu não vou voltar atrás agora. Foram eles com quem me identifiquei e eu ainda sou Selva. Talvez algumas atitude não foram bem vistas e isso pesou. Outro fator, eu acredito que foi por eu estar muito sensível nos últimos dias. Eu estava sem meus amigos, sem o Yuri, Rafa, Ronaldo, Renata. Graças a Deus, eu tinha o João comigo, mas eu estava me sentindo sozinha e chorei bastante, reclamei e tive meus momentos de surto.
A briga com o Jonas foi um surto sem motivo, mas acabou sendo bom pra mim, porque eu falei verdades que eu queria ter dito há mais tempo. Eu acabei desabafando. Mas essa discussão pode, sim, ter me prejudicado. As pessoas que gostam do Jonas podem não ter gostado. Mas até mesmo em meus surtos, fui eu mesma. Tudo o que falei foi de coração. Agora, o terceiro fator de eu ter sito eliminada, eu acredito que foi pelo João ser uma pessoa muito bem vista pelo público. Não é atoa que ele tirou quatro pessoas do programa. Ele era uma pessoa forte.
Você acha que combinação de votos dentro do BBB é um erro dos participantes?
Eu acho que lá dentro nada é errado. Como o Bial disse muitas vezes, dentro da casa do BBB não tem pecado, não tem certo e errado. Até por uma questão de sobrevivência, com medo de sair na primeira semana, todos os integrantes da Selva se identificaram e resolvemos combinar. Mas, na maioria das vezes, as nossas opiniões para a votação eram as mesmas, por isso nos identificamos. A questão é que apenas um ganha o prêmio e no momento de sobrevivência, de não querer sair da casa, eu não acho errado combinar votos. As pessoa podem até achar errado, mas para nós, que vivemos e estávamos lá dentro, eu não acho errado.
Você já falou com os amigos da Selva? Quer manter amizade aqui fora com todos?
Eu quero ser amiga de todos da Selva. Eu ainda não vi ninguém porque não tive tempo, mas falei com o Yuri e com o Rafa. Eu acho que teremos que nos conhecer de novo aqui fora, não que no programa a gente não se conhecesse, mas é diferente. Aqui fora não tem pressão, conseguiremos nos abrir mais, não vai existir desconfiança e neuras. Claro que eu tive mais carinhos por alguns, como Rafa, Yuri e Ronaldo, que foram como irmãos mais velhos pra mim. Mas eu também não tenho nada contra ninguém. Sobre as minhas discussões com a Renata, o que eu tinha pra falar, falei dentro da casa, achei que ela deveria me contar antes de ficar com o Jonas, ou com o Rafa, mas já foi. Hoje estamos do outro lado daquela porta e é tudo novo e diferente. Tudo zero bala, sem mágoas.
Entre os quatro finalistas, você torce por alguém? E pra quem não torce?
Eu acho que não tem uma pessoa que eu não torça para vencer o programa. Estar lá esse tempo todo, com a pressão na cabeça, não é fácil. São sentimentos à flor da pele, altos e baixos, é muito difícil. E todos que estão lá dentro merecem, com certeza. Eu tenho um carinho muito grande pelo Fael, talvez por ele ter entrado junto comigo no programa. Estávamos sentados na arquibancada e sentimos medo de não entrar. Então eu tenho um carinho muito grande por ele. Eu vou te dizer que tenho um carinho por todos, a Kelly sempre me deu bastante carinho, me ajudava e é uma menina meiga. O Jonas é o cara que eu fiquei, meu companheiro. Mesmo aos trancos e barrancos a gente se dava bem. Hoje pode ser que eu torça pelo Fael, mas eu acho que todos são merecedores.
Você falou ou pretende falar com Daniel? Ele e a mãe foram ao programa da Ana Maria, falaram muito bem de você e agradeceram por ter defendido o Daniel.
Como eu falei, eu não tive tempo de falar com ninguém e não tive tempo de procurar o Daniel. Eu nunca quis o mal dele e não foi nenhum favor ter o defendido, eles não tem que me agradecer. Mas eu ainda não pensei em procura-lo. Esse assunto está resolvido, não só entre a gente, mas também entre a justiça e eu não tenho mais o que falar sobre isso.
Em alguns momentos na casa, conversando com Renata, você se disse preocupada com o que sua família estava pensando sobre suas atitudes dentro da casa. Como foi a recepção da sua mãe?
Nossa! Vocês viram que o meu maior receio era que o meu pai não fosse no meu Paredão. Mas ele estava lá, com meus irmãos e minha mãe. Sem contar meus melhores amigos e todas as pessoas que me querem bem. Eu esperava que a minha família me recebesse 5% bem e na verdade estou recebendo 5.000%. Eu falo palavrão, eu grito, dou risada, sou escandalosa, sou espoleta e tinha medo do que meus pais iam achar disso. Eles me conhecem, mas nunca me viram tanto tempo. Foram três meses, quase todos os dias. Sem contar que eles viram as minhas bebedeiras e a gente não sabe o que estão passando e como eles podem reagir. A recepção da minha família foi indescritível, amo muito eles.
Como que está sua vida fora da casa? Já rolou algum trabalho banaca? Você vai posar nua? E os ensaios sensuais?
Eu não entrei na casa com foco nenhum definido sobre o que eu queria quando saísse de lá. Participando do programa eu já estava realizada e agora as coisas vão aparecendo aos poucos. Eu ainda estou colocando os pés no chão e tendo noção do tamanho que foi e está sendo tudo isso. Eu estou aberta a propostas. Não digo não e nem nunca, mas hoje, meu foco não é posar nua. Estou procurando achar uma diretriz, um foco para o meu futuro e quero ver o que é melhor pra mim. E posar nua, agora não.
E quanto as cirurgias plásticas? Você pensa em fazer como disse dentro do programa?
Eu falei o tempo inteiro na casa que eu vou me operar. Se eu tiver que fazer barriga, peito, bunda, pé, eu vou fazer tudo, mas agora eu não estou tendo tempo. Eu tenho compromissos e preciso de um espaço tranquilo para me operar.
Eu vi uma nota que um taxista falava que pediu para tirar uma foto com você e você negou. É verdade?
É mentira. Eu li essa nota. Foi a minha primeira aparição na rua depois que eu sai da casa. Eu tinha ido na churrascaria Porcão, tirei foto com todo mundo, entrei na cozinha. Eu nunca negaria isso a ninguém. Até porque eu estou amando tudo isso, é uma novidade, eu quero abraçar todo mundo. Se o taxista realmente estava ali, não foi intencional. Foi um engano. Pode botar aí que a Monique está aberta a tirar fotos e qualquer outra coisa, eu estou super feliz com tudo o que está acontecendo comigo e jamais, no meu primeiro dia na rua, negaria uma foto a alguém, não interessa se é taxista ou o bam bam bam de qualquer lugar.
Você falou dentro da casa sobre o seu caso com o jogador de futebol Douglas, isso teve alguma consequência aqui fora, ele te ligou reclamando de você ter falado dele?
Eu participar do Big Brother foi um marco: antes BBB 12 e depois BBB 12. O momento que eu saí da casa, tudo se tornou novo. Monique está nova, para frente, não volto para trás. Meu caso com ele passou.

FONTE: Terra


   

Um comentário:

  1. vc e muito bonita e louka kkk que bom vc ter participado do bbb 12 parabens

    ResponderExcluir